baner site.jpg

Confira o que vem por aí na I Mostra Container Cultural:

espetáculos

Sinopse

CIRCO S/A - O Circo de Sombrinha e Alípio

Concepção, direção e atuação:

Rafael Barreiros e Milene Lopes Dias.

"A simplicidade é o último grau de sofisticação." (Van Gogh).

 

A poética de S de Sombrinha e A de Alípio. Assim nasceu o lúdico espetáculo Circo S/A, reunindo ampla pesquisa em pura Palhaçaria, onde a graça resplandece justamente através do estado de graça da essência do palhaço. Através da simplicidade, Alípio e Sombrinha representam um pequeno Circo, onde o virtuosismo cede lugar à brincadeira, com malabarista, domador e mágico. Indicado não somente para crianças, mas também para a revitalização das crianças interiores dos adultos e a celebração do encantamento com a vida.

_MG_0965.JPG

21 de agosto, sábado, às 15h

Histórias Extraordinéditas

Direção: Andrei Moscheto.

Elenco: Anne Celli, Andrei Moscheto, Edran Mariano e Marcelo Rodrigues.

Produção: Antropofocus.

Sinopse

Dentro de um espaço deslocado do tempo real, escritores dão vida às histórias que foram deixadas de lado. Momentos reais que ficaram marcados na memória e que, ao serem compartilhados com a plateia, são transformados em algo totalmente novo.

HISTÓRIAS EXTRAORDINÉDITAS é um olhar poético sobre as histórias do cotidiano, onde algo aparentemente sem importância pode-se tornar algo “extraordinário”.

3 - Histórias Extraordinéditas - Créditos Lala Bradshow.jpg

21 de agosto, sábado, às 20h

Sinopse

O Causo é o Seguinte...

Direção e atuação: Richard Rebelo.

Música ao vivo: Érico Viensci e Du Gomide.

M160721b_8.jpg

22 de agosto, domingo, às 19h

Um encontro com as tradições orais, a música e a cultura brasileira. O causo é o seguinte é um espetáculo musical de contação de causos e modas de viola de norte a sul do Brasil. Dando valor a cultura popular de raiz e mostrando o contraste e diversidade cultural brasileira. O repertório obedece a uma trajetória que vem desde a Paraíba até o Rio Grande do Sul com músicas, instrumentos, histórias e sotaques diferentes pertinentes a cada região. O objetivo deste trabalho, mais que apresentar um bom espetáculo, é promover um encontro. Um encontro entre as pessoas, entre artistas, um encontro do povo com a sua cultura de raiz.

Acalantos – A arte de acolher

Concepção: Nélio Spréa.

Direção: Levi Brandão.

Direção musical: Liane Uariente.

Elenco: Luana Godin, Renata Melão e Mariana Castro.

Produção: Parabolé Educação e Cultura.

Sinopse

Repleto de interações lúdico-sonoras, o espetáculo musical “Acalantos, a arte de acolher” traz canções de diferentes regiões do mundo interpretadas por três artistas que, além de cantar, vivenciam em seus corpos os sentidos expressos nas letras.

É um espetáculo perfeito para a primeira infância, mas que encanta também a todas as idades.

_LR77730-min.jpg

23 de agosto, segunda, às 15h

Aniversário de Palhaço, o que é?

Autoria e direção: Renato Perré.

Elenco: Renato Perré , Analu Guimarães, e Marinalva Furlan.

Produção: Cia Teatro Filhos da Lua.

Sinopse

Aniversário de Palhaço.jpg

24 de agosto, terça, às 15h

O enredo apresenta a divertida família de palhaços Azucrinada que está organizando a festa do seu filho mais novo, o palhaço Churumela. Muitas peripécias sobre o crescimento de um menino acontecem no dia deste incrível aniversário comemorado no Grande Circo da Lona Furada.

Todos estão convidados para comer este delicioso bolo teatral recheado de bonecos, música, palhaçada e poesia.

DSC_4256.jpg

25 de agosto, quarta, às 15h

Madame Virgulina

Direção: Jhonnatan Mazo da Cruz.

Concepção e atuação: Camila Mara Cequinel.

Produção: Madame Virgulina.

Sinopse

A procura de um endereço perdido Madame Virgulina entra em uma casa que parece ter vida própria. Acontecimentos surreais levam o espectador a embarcar na exploração desse ambiente mágico. Entre acrobacias, malabarismos e equilíbrio Madame Virgulina convida o público a fazer parte dessa apresentação.

Poéticas de Terra e Céu - Murilo de Andrade - Fotos Victor Pedrassoni - 300dpi - 1mb (1).j

26 de agosto, quinta, às 20h

Poéticas de Terra e Céu

Autoria e atuação: Murilo de Andrade.

Produção: Cia Um Só de Teatro.

Sinopse

Vem caminhante o menino-homem pra contar das suas estórias inventadas: Estórias que fazem parte dos nós que nos fazem ser: das terras que pisou, dos ares e céus que bebeu e que no seu rosto tocaram. Carrega na mala a saudade emaranhada de pipas, balões, estrelas, canções e barcos de papel. Aventuras e desventuras de uma infância criança que diante dos olhos da imaginação e da invenção saltam e novamente ganham vida; faz do passado ação inventada e presente. 

Arlequim 2018-5776.jpg

27 de agosto, sexta, às 20h

As Espertezas de Arlequim

Autoria e direção: Roberto Innocente.

Elenco: Joseane Berenda, Marcelo Felczak, Wenry Bueno e Douglas Kodi.

Produção: Grupo Arte da Comédia.

Sinopse

O velho Pantaleão quer casar com Ricciolina. Arlequim, seu criado também está apaixonado por ela, mas Ricciolina não quer nenhum dos dois, pois um é velho, o outro é criado. Prefere um jovem bonito e rico da cidade, mas não aparece ninguém. Arlequim prepara uma armadilha para tirar Pantaleão do seu caminho e poder conquistar Ricciolina. Entre muitas peripécias, confusões e acrobacias, Arlequim demonstra sua esperteza dando uma lição no velho pantaleão e conquistando o coração de Ricciolina, num final surpreendente.

06.jpg

28 de agosto, sábado, às 15h

A Toada do Boi Bumbá

Direção e dramaturgia: Jean Carlos Sanchez.

Criação musical: Saulo Soul.

Elenco: Ade Zanardini, Thiago Mique, Taciane Vieira, Jeff Franco.

Produção: Babel Companhia de Teatro.

Sinopse

Contamos a história de um boi fantástico que dança e encanta quem vem junto aos seus festejos, mas que está na mira da grávida Catirina, louca de desejo para comer a língua do Bumbá. A lenda do Boi Bumbá fala sobre esperança em tempos difíceis a partir do olhar fantástico da criança ante a vida, que é capaz de ressignificar as adversidades.

M170721b_81.jpg

28 de agosto, sábado, às 19h

Entre Tangos e Fandangos

Direção: Mauro Zanatta.

Autoria e assistência de direção: Joanita Ramos.

Direção musical: Beto Collaço.

Elenco: Flora Vieira Chagas e Richard Rebelo.

Produção: Container Cultural.

Sinopse

Um artista popular fracassado e uma estrangeira que não sabe onde nasceu, por razões diferentes, precisam chegar à Argentina. Ambos perderam o navio. Do cais do porto, igualmente frustrados e sem dinheiro, partem para percorrer juntos, por via terrestre, a chamada Rota do Mercosul. A meta é chegar ao país vizinho, e pelo caminho, tentarão criar e apresentar um número artístico que lhes garanta o sustento. Todo o espetáculo é acompanhado por música e sonoplastia ao vivo.

oficinas

Oficina2.png
Contar Histórias - A arte do encontro

13 de agosto às 19h e 14 e 15 de agosto às 14h

com Richard Rebelo

Produção Cultural

14 de agosto às 10 e 14h

com Diego Marchioro

Improvisação

25, 30 e 31 de agosto às 14h

com Antropofocus

Palhaço - Levando o riso a sério

26 de agosto, 02 e 03 de setembro às 14h

com Rafael Barreiros (Palhaço Alípio) 

quadro logos preto.png